CENTRAL DE ATENDIMENTO: (11)3090-4336 | [email protected]

Carrinho (0) Fechar

Nenhum produto no carrinho.

Casa Saúde Higienização das mãos: como fazer, importância e passo a passo

Higienização das mãos: como fazer, importância e passo a passo

higienizacao das maos como fazer importancia passo passo

O termo higienização das mãos engloba a higiene simples, a higiene antisséptica e a antissepsia cirúrgica ou preparo pré-operatório das mãos.

A higienização das mãos é uma das maneiras mais eficazes para se proteger e proteger a sua família de infecções virais e bacterianas.

Ao longo do dia, as mãos das pessoas acumulam germes e sujeira ao tocar objetos e outras pessoas. Os indivíduos podem então transferir essas substâncias para outras pessoas ou infectar-se ao tocar seu rosto.

A lavagem regular das mãos pode limitar a transferência de micróbios, como bactérias e vírus. No entanto, muitas pessoas não lavam as mãos adequadamente ou por tempo suficiente para se livrar dos germes.

Você precisa garantir que suas mãos estejam limpas para evitar que intoxicações alimentares ou infecções prejudiquem outras pessoas.

Lavar as mãos corretamente é uma maneira fácil e simples de impedir a propagação de bactérias e germes, e hoje vamos te ajudar a difundir esse conhecimento para que se torne um hábito fazê-lo corretamente. 

A boa notícia é que, não importa onde você trabalhe, você pode adotar etapas eficazes de lavagem das mãos, amplamente utilizadas pelos locais de trabalho e recomendadas pela OMS. 

Neste artigo, explicamos como higienizar as mãos corretamente e por que é tão importante.

Por que higienizar as mãos é importante?

Ao longo do dia, podemos tocar em diversas superfícies que podem estar infectadas com os mais diversos tipos de vírus e bactérias possíveis, que podem causar diversos tipos de infecções.

Ao andar de ônibus, pegar em dinheiro, ir ao shopping e até mesmo ir ao supermercado, você poderá estar tocando em milhões de microrganismos que podem causar diversos tipos de doenças, leves ou fatais.

Entre os germes mais comuns, presente no banheiro, no dinheiro, nos transportes públicos e até em mesas de restaurantes estão: Salmonela, E. coli e o Norovírus, originários das fezes de humanos e animais e que podem causar quadros de doenças como diarreias, mão-pé-boca e gastroenterites.

No entanto, é possível que você também possa ser contaminado com vírus causadores de gripe, tuberculose e até mesmo com o novo Coronavírus.

Higienizar as mãos também evita as chamadas infecções cruzadas, que acontecem quando você tem contato com um doente e, logo depois, tem contato com outra pessoa que possa ter a imunidade comprometida.

Nesses casos, a infecção “pega uma carona” nas suas mãos para infectar outras pessoas, fazendo de você um dos vetores da doença.

Lavar ou higienizar as mãos: qual a diferença entre os dois?

A principal diferença entre lavar e higienizar as mãos está na limpeza: o sabão mata as bactérias e retira qualquer sujeira que estiver nas suas mãos, enquanto os higienizadores eliminam as bactérias, mas não são eficientes em relação à sujeira.

Embora sejam produtos diferentes, eles têm a mesma função, como explica a especialista do Hospital Sírio-Libanês:

“Podemos escolher um deles e o efeito da higienização será imediato”, explica a dra. Mirian de Freitas Dal Ben Corradi, infectologista e integrante da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do Hospital Sírio-Libanês.

No processo de lavagem das mãos, o sabão serve como um ímã que leva consigo as células mortas, sebo natural da pele, além dos germes que acumulamos ao tocar em qualquer objeto.

O sabão penetra até o “solo” da sua pele, permitindo a limpeza total quando lavada corretamente.

Já os higienizadores, como álcool gel, sanitizantes e etc, eliminam a quantidade de germes nas suas mãos, o que ajuda a prevenir alguns tipos de infecções.

Isso significa que, se a sua mão estiver suja, passar o álcool gel ou algum tipo de desinfetante não vai limpá-la. A sujeira continuará por lá, mesmo se esfregar bem em todas as partes da sua mão.

No entanto, os higienizadores precisam de um tempo de exposição e uma dosagem correta para ter o efeito esperado. O uso do álcool, por exemplo, pode não fazer efeito nenhum se ele for mais forte ou mais fraco que 70%.

Outros tipos de desinfetante podem levar até 10 minutos para fazer o efeito esperado e matar os germes. Por isso é importante que você pesquise bem antes de comprar qualquer tipo de desinfetante de mãos.

No caso das doenças mais comuns, como Salmonela, E. coli, Norovírus e agora o novo Coronavírus, o álcool em gel 70% é muito eficiente na prevenção, assim como lavar as mãos com água e sabão pode eliminar o risco de infecção.

Água com sabonete ou preparações alcoólicas: o que usar para ?

higienizacao da maos agua com sabonete ou preparacoes alcoolicas

Mesmo com o avanço tecnológico na fabricação de sanitizadores de mãos, água e sabão ainda são os dois elementos mais recomendáveis no que diz respeito à limpeza das mãos e prevenção de infecções.

Vamos começar esclarecendo a funcionalidade do sabonete, em comparação com o desinfetante para as mãos. 

O objetivo principal do sabonete é remover os germes e bactérias, não matá-lo. Ao fazer a higienização das mãos com sabão, a sujeira e os germes presos nos óleos naturais da pele são levantados e suspensos na água.

O desinfetante para as mãos à base de álcool, por outro lado, comprovadamente mata vírus e bactérias. O álcool mata as bactérias amolecendo a membrana bacteriana, permitindo que o álcool torne as bactérias ineficazes.

Sendo assim, o desinfetante para as mãos à base de álcool é recomendado como uma alternativa ao sabão e à água, já que nem sempre podemos lavá-las com água corrente e sabão.

No entanto, entidades de saúde mundiais ainda recomendam água e sabão para lavar as mãos, sempre que necessário e possível.

A recomendação é utilizar os higienizadores de mãos à base de álcool 70% em casos como uma ida ao supermercado, ao mexer em caixas eletrônicos ou ao tocar em qualquer superfície de uso coletivo que possa estar contaminada.

Para isso, existem embalagens de uso individual de álcool em gel, que podem ser levadas na bolsa ou no porta-luvas do carro, por exemplo.

Em ambientes hospitalares, o ideal é que o uso do álcool em gel seja feito antes e depois de tocar qualquer objeto ou material que esteja em um ambiente não esterilizado. 

Em ambientes hospitalares, poderá ser adotado as embalagens individuais de álcool em gel ou as embalagens recarregáveis, que poderão ser abastecidas ao longo do dia, gerando uma economia maior para a clínica ou hospital.

Quando higienizar as mãos?

Você pode se manter saudável e reduzir o número de infecções que poderá passar para os seus parentes e até no seu trabalho, apenas lavando as mãos da forma correta, nas seguintes situações:

Em casa

  • Antes, durante e depois de preparar a comida;
  • Antes de comer;
  • Antes e depois de cuidar de alguém em casa que esteja doente com vômitos ou diarreia;
  • Antes e depois do tratamento de um corte ou ferida;
  • Depois de usar o banheiro;
  • Depois de trocar fraldas ou limpar uma criança que usou o banheiro;
  • Depois de assoar o nariz, tossir ou espirrar;
  • Depois de tocar em um animal, ração ou resíduo animal;
  • Depois de manusear alimentos para animais ou petiscos;
  • Depois de tocar no lixo;
  • Depois que chegar em casa.

No hospital

Se você for um profissional de saúde, deverá lavar as suas mãos nas seguintes situações:

  • Ao chegar no hospital, antes de vestir roupas higienizadas como pijamas, jalecos e aventais;
  • Antes de calçar luvas e a cada troca de luvas;
  • Antes e depois de manusear medicações;
  • Antes e depois de atender um paciente;
  • Antes e depois de fazer curativos;
  • Antes e depois de trocar fraldas e roupas de cama;
  • Antes e depois de dar banho dos pacientes;
  • Antes e depois de comer;
  • Antes e depois de usar o banheiro;
  • Antes e depois de qualquer tipo de cirurgia;
  • Ao final do turno, depois de retirar a paramentação e roupas hospitalares.

Se você for um paciente ou acompanhante, o ideal é que lave as mãos:

  • Depois de tossir ou espirrar;
  • Depois de assoar o nariz;
  • Depois de utilizar o banheiro;
  • Depois de trocar roupas de cama;
  • Antes de comer.

Como higienizar as mãos de forma eficiente?

A forma mais eficiente de higienizar as suas mãos é utilizando água e sabão. Portanto, prefira sempre buscar um banheiro próximo e lavar bem as mãos, de acordo com a recomendação das entidades de saúde.

Caso não seja possível lavar as mãos, como em mercados, banco e etc, prefira soluções à base de álcool 70%, que faz uma higienização rápida e eficiente das mãos.

Como fazer? Passo a Passo para higienização das mãos

Lavar a mão pode parecer uma coisa boba do dia-a-dia. No entanto, se feito de forma incorreta, pode não fazer o efeito desejado.

Por isso, sempre siga os passos recomendados pelas principais entidades de saúde, como a OMS.

Com preparações alcoólicas (gel ou solução)

higienizacao das maos como fazer

Você pode utilizar álcool em gel comprado em embalagens individuais com dosador ou recarregar embalagens de bolso, que podem ser adquiridas na Mobiloc.

  1. Aplique uma dose (um aperto no dosador) nas suas mãos. Isso será suficiente para cobrir as mãos e ficar sob as unhas. 
  1. Esfregue as mãos juntas, cobrindo todas as áreas, incluindo as costas das mãos, as unhas e entre os dedos até que o álcool seja absorvido e as mãos estejam secas. 
  1. Evite tocar no rosto ou nos olhos até as mãos secarem. Ajude as crianças nas primeiras vezes a ensiná-las a usar adequadamente o enxágue ou gel. 

Como o álcool pode ser tóxico e são necessários volumes muito pequenos de desinfetante para as mãos altamente concentrados para intoxicar bebês e crianças pequenas, é importante que esses desinfetantes para as mãos sejam mantidos fora do alcance das crianças e seu uso seja supervisionado o tempo todo. 

Certifique-se de ler as instruções do fabricante sobre o uso.

Com água e sabonete

higienizacao das maos com agua sabonete

Lavar as mãos é fácil e é uma das maneiras mais eficazes de evitar a propagação de germes

Mãos limpas podem impedir que os germes se espalhem de uma pessoa para outra e por toda a comunidade – de sua casa e local de trabalho a instalações de cuidados infantis e hospitais.

Siga estas cinco etapas sempre:

  1. Molhe as mãos com água corrente limpa (quente ou fria), feche a torneira e aplique sabão.
  1. Ensaboar as mãos esfregando-as com o sabão. Ensaboar as costas das mãos, entre os dedos e debaixo das unhas.
  1. Esfregue as mãos por pelo menos 20 segundos. Precisa de um temporizador? Cante a música “Parabéns a você” do começo ao fim por duas vezes.
  1. Enxágue bem as mãos em água corrente limpa.
  1. Seque as mãos com uma toalha limpa ou seque-as ao ar.

Como calcular a quantidade certa de produto?

higienizacao das maos como calcular quantidade produto

Se você utiliza álcool em gel ou sabão líquido, poderá observar que a maioria das embalagens vem com um bico dosador.

A cada apertada, saem cerca de 3 ml de sabão ou álcool e isso é o suficiente para a higienização correta das mãos.

Se a embalagem que você utiliza não tem dosador, tente utilizar um M&M’s como referência. Uma gota daquele tamanho é a dose ideal para higienizar, sem desperdiçar produto.

Já para quem utiliza o sabão em barra, o ideal é esfregá-lo nas mãos até que você tenha espuma suficiente para cobrir toda a superfície da mão, incluindo dedos, costas da mão e pulsos.

Quais são os erros mais comuns na hora de higienizar as mãos?

A maioria das pessoas comete erros na hora de lavar as mãos. Isso acontece, na verdade, por acreditarmos que apenas a água basta ou que sujamos somente a palma das nossas mãos.

Confira os erros mais comuns para tentar ajustá-los nos seus hábitos de higiene:

Não lavar as mãos por tempo suficiente

É recomendável que você gaste pelo menos 20 segundos lavando as mãos depois de ir ao banheiro. 

Infelizmente, muitas pessoas tendem a lavar as mãos por apenas 5 ou 10 segundos. Isso significa que os germes ainda estão grudados na pele quando saem do banheiro.

Não secar as mãos completamente

As bactérias adoram áreas úmidas ou molhadas. Se você não secar as mãos, sua pele se tornará um terreno fértil para bactérias. Isso significa que secar as mãos é essencial depois de ir ao banheiro. 

Em vez de usar o secador de ar, escolha toalhas de papel, cientificamente comprovadas para reduzir com mais eficiência a propagação de germes.

Ignorando completamente o sabão

Algumas pessoas pensam que o sabão não faz grande diferença ao lavar as mãos, optando por enxaguar rapidamente as mãos. Infelizmente, os óleos das mãos e os materiais gordurosos de algumas bactérias facilitam a aderência das bactérias às mãos, mesmo em água corrente.

Utilizando somente sabão antibacteriano

Pesquisas científicas recentes mostraram que os sabonetes antibacterianos não são mais eficazes para se livrar das bactérias do que os sabonetes tradicionais, desde que as mãos sejam lavadas adequadamente. 

Os sabonetes antibacterianos também estão ligados ao aumento de bactérias resistentes a medicamentos, tornando os trabalhadores menos seguros.

Não lavar quando você deve

Em alguns estudos, 1 em cada 10 pessoas deixam de lavar as mãos completamente depois de ir ao banheiro. 

Igualmente preocupante é o número ainda maior de pessoas que deixam de lavar as mãos antes e depois de outras situações de alta bactéria, como manusear lixo, antes de comer ou depois de uma refeição.

Não lavando entre os dedos e embaixo das unhas

As bactérias prosperam em recantos, recantos e outras áreas de difícil acesso. Portanto, ao lavar as mãos, é importante que você gaste um tempo lavando as áreas entre os dedos e debaixo das unhas, onde é provável que as bactérias estejam escondidas.

Tocando onde você não deveria

A lavagem das mãos é ineficaz se você acabar tocando as áreas germinativas imediatamente após. Áreas como alças de torneira, balcões de banheiro e maçanetas de portas são pontos quentes para bactérias. 

Portanto, é melhor usar uma toalha de papel limpa para fechar as torneiras ou abrir a porta.

Conclusão

A higienização das mãos sempre será o melhor recurso para evitar infecções e doenças em você ou em outras pessoas.

A higienização feita de forma correta pode evitar doenças leves, quadros agudos e até doenças que podem te levar à morte ou deixar sequelas graves. Além disso, é possível evitar espalhar doenças e diminuir o número de novas infecções.

Sempre que puder, lave as suas mãos com água e sabão, principalmente depois de tossir ou espirrar e antes de comer.

Utilize o álcool em gel como alternativa, ou na higienização de superfícies que não podem ser lavadas.

São 20 segundos que podem salvar a sua vida e de outras pessoas.

Confira nossos outros artigos que podem te ajudar a entender melhor sobre proteção contra micro-organismos:

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + cinco =