Qual a diferença entre clínica e consultório médico?

Se você está começando a estruturar seu negócio voltado para os cuidados com a saúde, seu primeiro passo é decidir sobre que tipo de serviço você deseja fornecer aos seus pacientes. Para isso, conhecer as diferenças entre clínica e consultório médico é essencial.

Pode até parecer que estamos tratando da mesma coisa quando falamos de clínica médica e de consultório médico. 

No entanto, ainda que sejam negócios destinados aos cuidados com a saúde, basta prestar um pouco de atenção para compreender que são assuntos diferentes, com funções diferentes e, consequentemente, serviços diferentes.

Na prática, as coisas podem não mudar muito para quem busca atendimento médico, mas para o médico em si, conhecer exatamente as funções desses dois serviços é o primeiro passo para saber o que fazer com seu negócio próprio.

Hoje vamos conhecer quais são as diferenças entre esses dois empreendimentos, os serviços que cada um presta ao seu público e, ainda, o que é mais vantajoso para quem está pensando em abrir seu próprio negócio voltado para os cuidados com a saúde humana.

Vamos lá?

Você já conhece nosso blog sobre empreendedorismo médico? Reunimos nele as melhores dicas para quem está começando a planejar seu próprio negócio!

Consultório médico: o que é?

O consultório médico é um espaço de atendimento à saúde humana em que um ou mais profissionais se reúnem para realizar consultas de acompanhamento para seus pacientes.

Esse é um espaço que se destina ao atendimento eletivo de um paciente, visto que a sua estrutura não comporta cirurgias, procedimentos e atividades que exijam um espaço específico.

Normalmente, o consultório é o ambiente em que há o primeiro contato do médico com o paciente, que pode evoluir posteriormente para o atendimento em uma clínica médica ou mesmo em um hospital.

Um consultório pode ser compartilhado com diversos profissionais que buscam, de forma comum, prestar atendimentos de saúde e que podem formar um grupo multidisciplinar.

Esses grupos multidisciplinares contribuem muito com a saúde de um paciente à medida que ele pode ser atendido de forma global.

No entanto, ainda que isso seja cada vez mais comum – até para que se possa otimizar o custeio dos consultórios -, a maior parte dos consultórios médicos operam com apenas um profissional, de uma única especialidade, que conduz o atendimento de saúde de um paciente. 

O que é uma clínica médica?

A clínica médica é um ambiente que pode reunir diversos consultórios médicos, espaço para exames e até mesmo pequenas cirurgias.

Uma clínica, diferentemente de um consultório, é voltada para atendimentos de saúde que exijam equipamentos diferenciados, bem como leitos, CTI e até mesmo UTI. 

Se difere de um hospital, geralmente, por não contar com serviço de urgência e de emergência, sendo voltada, portanto, para atendimentos de saúde que, ainda que complexos, não representam necessariamente um risco à vida humana iminente. 

Assim, diferente de um consultório médico, a clínica médica é mais complexa, requer uma infraestrutura diferenciada e, consequentemente, maiores investimentos para que possa prestar serviços de saúde de qualidade e com toda a segurança necessária para garantir qualidade de vida e bem-estar a quem procura seus serviços.

Além disso, uma clínica médica é diferente de um consultório médico por conta das exigências que se fazem caber para que seu funcionamento respeite todas as normas e condições impostas a esse tipo de ambiente.

Qual a diferença entre clínica e consultório médico?

As principais diferenças entre clínica médica e consultório médico dizem respeito à forma de atendimento que é prestada em cada um desses ambientes de cuidado com a saúde humana. 

Enquanto o consultório médico é um espaço em que, normalmente, atua um ou poucos médicos, a clínica médica exige mais colaboradores, médicos altamente especializados e atendimento multidisciplinar.

Normalmente, em um consultório são prestados serviços de atendimento primário, ou seja, aqueles destinados ao diagnóstico e acompanhamento de saúde de pacientes. Como o próprio nome diz, nele são realizadas consultas médicas.

Já em uma clínica médica podem ser realizadas cirurgias, procedimentos e, ainda, consultas, tal como em um consultório.

Por conta da complexidade desse tipo de atendimento que uma clínica médica presta, sua estrutura requer leitos, UTI e CTI e, consequentemente, pessoal especializado para essas funções.

No entanto, uma clínica difere, ainda, do atendimento realizado em um hospital, uma vez que não há ali serviços de urgência e emergência.

Diferenças na infraestrutura

As diferenças na infraestrutura de uma clínica e de um consultório estão relacionadas ao tipo de atendimento que cada um desses espaços presta. 

Por prestar atendimentos de acompanhamento do quadro de saúde de uma pessoa e, ainda, de diagnósticos, os consultórios possuem estruturas de atendimento um tanto mais simples do que aquelas essenciais para uma clínica poder funcionar e prestar todos os atendimentos de saúde a que se propõe.

Além disso, um consultório médico pode até ter um espaço para pequenos procedimentos, mas isso ainda não é o mais comum quando se trata de serviços desse tipo.

As clínicas, por sua vez, exigem espaços muito mais amplos e complexos, visto que nesses ambientes podem ser prestados os mais diferentes tipos de serviço de saúde, como exames de alta complexidade, cirurgias e procedimentos.

Por conta disso, devem contar com espaços para internamento, UTI e CTI, além de todos os equipamentos necessários para o pleno funcionamento desses ambientes.

Uma clínica médica também pode contar com consultórios – geralmente são consultórios de médicos que realizam procedimentos e cirurgias nesses espaços -, mas um consultório não é uma clínica médica.

Diferença de atividades e procedimentos

Existem grandes diferenças entre aquilo que um consultório médico comporta enquanto atendimento para a saúde humana e aquilo que uma clínica pode comportar. 

O primeiro aspecto disso diz respeito à estrutura de um consultório, que se destina a oferecer suporte e conforto ao paciente que o busca para um diagnóstico e para o acompanhamento de suas questões de saúde.

Por ter uma estrutura sem grandes e equipamentos, o consultório acaba por ser a porta de entrada de um paciente em um determinado sistema de acompanhamento que, depois, é continuado em um laboratório, em um hospital ou em uma clínica.

Já a clínica oferece uma gama de procedimentos e atividades que são mais complexas, como a realização de exames de imagem, cirurgias ou pequenos procedimentos que possam exigir, por exemplo, anestesia e acompanhamento de enfermagem.

Diferença no jurídico

Outra questão que diferencia de forma bastante profunda uma clínica de um consultório médico diz respeito às suas questões legais.

Um consultório, de acordo com a lei, pode ser aberto por uma pessoa física. Isto é, para que um médico possa prestar seus serviços aos seus pacientes, basta que ele apresente seu CPF e, naturalmente, seu CRM para obter seu registro.

Já uma clínica médica exige outro tipo de amparo, que é o da pessoa jurídica. Para que seu funcionamento esteja de acordo com a lei, o proprietário deve abrir um CNPJ para, então, poder obter seus registros.

Para que o funcionamento de uma clínica seja aprovado, é necessário verificar se a localização possui liberação da prefeitura para o exercício da medicina nessa escala de complexidade, enquanto é comum encontrar consultórios em edifícios comerciais.

Além disso, é necessário que seja expedido um alvará de funcionamento pelo município, que atesta a conformidade do estabelecimento com aquilo que é exigido pela cidade para o funcionamento de uma clínica médica. 

Outra exigência que se faz para a abertura de uma clínica é a expedição de uma licença sanitária, que é fornecida pela Anvisa, bem como a liberação expedida pelo Corpo de Bombeiros. 

Por fim, mas não menos importante, uma clínica produz lixo hospitalar e necessita de recolhimento adequado dos dejetos que são ali dispensados, o que exige também o cadastramento junto ao serviço de limpeza urbana.

Todas essas licenças que listamos exigem renovação anual e, portanto, grande atenção por parte da clínica médica para suas questões jurídicas. Inclusive, para elas se recomenda o apoio de um corpo de advogados.

Como estruturar um consultório médico?

A estruturação de um consultório médico exige atenção por parte do profissional, que deve buscar listar todos os equipamentos de que necessita para a prestação do seu melhor serviço.

Além disso, é necessário também ter cuidado no momento de criar o ambiente, que deve ser acolhedor e inspirar segurança, profissionalismo, bom gosto e limpeza, sobretudo.

Para além dessa estrutura física, um consultório deve também contar com quem possa organizar a rotina de atendimentos de um médico ou dos médicos que compartilham o espaço, como um serviço de secretaria e de faturamento.

Outro aspecto, é que um bom contador pode se fazer útil para a organização financeira do consultório, apuração e recolhimento de impostos e, ainda, para um bom planejamento, que permita ao médico continuar a investir em seu consultório.

Quais os setores de um consultório médico?

A organização de um consultório médico depende, necessariamente, da estrutura que ele comporta, do seu faturamento, do número de pacientes consultados, se ele divide ou não o seu espaço de atendimentos. 

Essas informações são fundamentais para que se possa, devidamente, estruturar uma cadeia de atendimentos eficiente, começando pela secretaria, sistema de agendamentos, acompanhamento de demandas financeiras, contábeis e, ainda, planejamento financeiro.

A depender do tamanho do consultório e dos médicos que fazem parte dele, um setor de compras de insumos também pode ser necessário, bem como zeladoria.

Ainda que essa não seja a realidade da maior parte dos consultórios médicos no Brasil, é fundamental ter a dimensão dessas necessidades, visto que a tendência de qualquer empreendimento sempre deve ser a do seu crescimento.

Quais equipamentos preciso ter em um consultório médico?

Os equipamentos necessários para que um médico possa prestar assistência em saúde são aqueles fundamentais para um consultório, o que varia de acordo com a especialidade e com o tipo de serviço que será disponibilizado aos pacientes.

Obviamente, as necessidades de um consultório cujo atendimento é voltado para a saúde da mulher são diferentes das necessidades de um consultório oftalmológico ou de um otorrinolaringologista.

Portanto, para além da estrutura básica que deve contar com mesa, cadeira, computador, biombo para exames físicos, maca e armários, o profissional deve estar atento também aos equipamentos da sua própria especialidade. 

Quantos colaboradores preciso contratar para um consultório médico? E para uma clínica médica?

Cada realidade demanda uma configuração específica, que irá ser determinante para a organização tanto do consultório médico quanto da clínica médica.

A clínica médica deverá contar com mais profissionais além dos médicos, como enfermeiros, técnicos de enfermagem, administradores, tesoureiros, seguranças, recepcionistas, fisioterapeutas, nutricionistas, zeladores e cozinheiros.

Enquanto isso, o consultório, a depender das suas necessidades, muitas vezes opera apenas com o médico e com uma pessoa responsável pela secretaria.

Quais serviços posso oferecer em um consultório médico?

Os serviços que podem ser oferecidos em um consultório médico são aqueles que tangem ao exame físico e, ainda, há aqueles médicos que ofertam alguns exames, como ecografias e ultrassons.

Além disso, muitos são os consultórios que apostam em uma estrutura mais robusta, como coleta de amostras de exames laboratoriais, que são feitos normalmente em parceira com laboratórios.

Onde encontrar mobiliários para consultório médico?

A Mobiloc conta com uma estrutura completa de mobiliários para que seu consultório médico possa ser equipado com elementos que possam fazer com que seu atendimento de saúde se torne ainda melhor e de maior excelência.

Por meio de nossas condições especiais para médicos, você pode equipar seu consultório com mobiliários de qualidade e sem se preocupar com as burocracias para um pagamento mais facilitado.

Conheça agora a nossa linha de móveis para consultórios e clínicas médicas e conte com a melhor parceira do seu empreendimento de saúde. 

Saiba mais:

Conclusão

Dentre as principais diferenças entre uma clínica médica e um consultório médico destacam-se pontos que se relacionam à estrutura básica de atendimento desses dois ambientes. 

Enquanto o consultório é destinado ao diagnóstico e acompanhamento clínico, a clínica médica é um ambiente que oferece atendimentos mais complexos, como cirurgias e procedimentos.

Por conta disso, precisa contar com profissionais capacitados de todas as categorias, criando uma estrutura de atendimento de saúde mais robusta e atenta às necessidades de um paciente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

19 − 18 =

Rolar para cima