Autoclave: O Que é, Tipos, Como Funciona e Onde Comprar

Você sabe o que é uma autoclave? Saiba que ela deve ser utilizada até mesmo nos salões de beleza?

Se hoje podemos  frequentar hospitais, clínicas de estética e até mesmo salões de beleza sem a preocupação de pegar infecções, é porque tudo está limpo e higienizado como deve ser.

Graças ao progresso tecnológico, podemos evitar infecções potencialmente fatais e perigosas para a saúde em locais onde podem ocorrer, mesmo que não tenhamos conhecimento delas. 

Toda esta segurança é possível – entre outras coisas – graças às autoclaves. Mas, você sabe o que é uma autoclave?

Acompanhe o texto e saiba o que é, quais os tipos, como funcionam e onde encontrar as melhores autoclaves do mercado!

O que é autoclave?

Autoclave é um dispositivo projetado para esterilizar várias ferramentas – cosméticas, laboratoriais, cirúrgicas, odontológicas, equipamentos usados ​​em clínicas de medicina estética, salões de piercing e estúdios de tatuagem. 

Além disso, graças ao desenvolvimento da tecnologia, as autoclaves agora são muito menores do que costumavam ser, ao mesmo tempo que continuam a aumentar suas capacidades – são mais rápidas e fáceis de usar

A autoclave faz parte da seleção de equipamentos essenciais de qualquer um dos negócios que mencionamos, visto que uma esterilização eficaz é a base para o funcionamento higiênico e seguro em qualquer atividade que envolva a saúde ou procedimentos estéticos.

Qual é a função de autoclave? Para que serve?

A autoclave é um dispositivo selado (semelhante a uma panela de pressão) que mata microrganismos usando vapor saturado sob pressão. 

O uso de calor úmido facilita a eliminação de todos os microrganismos, incluindo endósporos resistentes ao calor, que é obtido aquecendo os materiais dentro do dispositivo a temperaturas acima do ponto de ebulição da água. 

As altas temperaturas e a pressão, associados, matam os microrganismos que podem causar infecções ou doenças, deixando o objeto completamente limpo e seguro para o uso.

Como funcionam as autoclaves?

autoclave o que e como funciona

A autoclave é um tipo de tanque aquecido hermeticamente fechado, usado para processos químicos. 

Graças às paredes grossas dentro de sua câmara, a alta pressão pode ser mantida, e é fundamental para aplicar uma temperatura mais elevada, o que garante uma esterilização mais eficaz. 

Além disso, a condensação do vapor d’água leva à liberação de energia, que elimina completamente os microrganismos nocivos. 

A autoclave, graças à sua estrutura, permite que o processo de esterilização seja realizado por meio de alta pressão e vapor, que matam microrganismos, incluindo vírus e bactérias perigosos e todas as suas formas de esporos. 

O uso de autoclave de pressão a vapor é um dos métodos mais eficazes de esterilização. 

Para que a esterilização seja eficaz, o material deve ser devidamente preparado. O próprio processo deve ser realizado corretamente e os instrumentos devem ser armazenados adequadamente após a esterilização. 

Os equipamentos (instrumentais) devem primeiro ser pré-desinfetados logo após o uso, lavado em água corrente ou em lavadoras automáticas, seco e, a seguir, colocado em embalagens etiquetadas para esterilização. 

A esterilização correta não danifica ou altera as propriedades dos instrumentos e insumos.

Quais são os tipos de autoclaves?

Existem dois tipos de autoclaves no mercado: as autoclaves gravitacionais e as de pré-vácuo. São elas:

Autoclave por gravidade

É o tipo mais comum usado em laboratórios e está disponível em vários tamanhos e dimensões.

O vapor quente é injetado dentro da autoclave, forçando a saída do ar frio através de uma válvula na parte inferior da autoclave, por causa da gravidade.

Aí, então, é possível fazer com que o ar seja eliminado através de uma pequena válvula específica para isso, que está localizada logo abaixo do aparelho. 

A autoclave por gravidade não é recomendada para esterilização de materiais porosos, por ter maior permanência de ar residual, mas funciona bem com instrumentos de metal, por exemplo.

Outra questão que torna esse tipo de autoclave não tão recomendado é que ele gera bastante umidade, visto que se injeta vapor bem quente na fase de esterilização dos equipamentos.

Essa umidade, embora tenha papel fundamental no processo de esterilização de equipamentos, acaba por deixá-los molhados quando se conclui o processo.

Como secá-los não é uma opção, o profissional que usa esse tipo de autoclave terá de ter vários outros equipamentos à sua disposição, o que nem sempre é possível ou viável.

Assim, é interessante que o profissional que necessita autoclavar muitos equipamentos durante o dia, como manicures, por exemplo, atente para outros tipos de autoclave.

Autoclave de alto vácuo

Funciona através de bombas de vácuo que retiram todo o ar de dentro do equipamento, para induzir o vapor em alta pressão, o que faz com que organismos contaminantes saiam do interior do aparelho e, por conseguinte, esterilize aqueles instrumentos ali postos.

Esse tipo de autoclave é aquele considerado mais seguro pela comunidade médica e hospitalar, bem como pela comunidade científica.

Como não gera qualquer ar residual, é também muito seguro para seu operador.

Além disso, os instrumentos ali colocados já saem dele prontos para o uso, logo após esfriarem. 

Isso se deve, certamente, ao seu alto poder de sucção, que elimina todo o ar e tudo o que há no instrumento de uso perfurocortante, deixando-o completamente descontaminado.

Seu uso, ainda, é totalmente facilitado, permitindo que qualquer profissional possa operá-lo de forma bastante simples e descomplicada.

Autoclave de vácuo único

Esse tipo de autoclave faz com que o ar seja removido de uma só vez do interior do aparelho, que é o movimento que faz com que as peças ali deixadas para a esterilização fiquem completamente limpas.

Além disso, o processo de eliminação do ar do interior do aparelho é bastante rápido, levando poucos segundos para ser esvaziado. 

No entanto, é justamente esse tempo mais estendido em relação ao autoclave de alto vácuo que torna esse procedimento menos eficiente, uma vez que, através dele, podem surgir bolsas de ar que atrapalham a esterilização.

Autoclave de vácuo fracionado

Esse tipo de autoclave tem um funcionamento diferente dos outros tipos de autoclave de vácuo.

Com ele, o ar é eliminado de forma mais lenta e a cada vez que se elimina o ar, na mesma proporcionalidade se injeta vapor, que é o componente que irá esterilizar cada um dos instrumentos perfurocortantes ali dispostos.

No entanto, como esse movimento não é rápido, ainda que possam surgir bolsas de ar, isso não se dá de forma tão rápida e nem tão frequente quanto o que ocorre com o autoclave de vácuo único.

Esse tipo de autoclave é muito utilizado e sua avaliação é muito positiva, tanto por parte da comunidade científica quanto por parte da comunidade médica e hospitalar e é muito comum em estúdios de tatuagem, bodypiercing, salões de beleza e clínicas de estética.

Quem é responsável pela aquisição e manutenção das autoclaves?

autoclave o que e quem e responsavel pela aquisicao manutencao

De pequenas autoclaves de laboratório a modelos avançados de biocontenção (BSL-3) – comprar uma autoclave a vapor é um investimento significativo. 

A decisão de compra poderá ser feita pelo dono do estabelecimento (no caso de clínicas de estéticas, estúdios de tatuagem, salões de beleza), mas também podem ser adquiridos pela equipe de engenharia clínica do hospital, por exemplo.

A escolha deverá ser feita de acordo com as necessidades do estabelecimento, considerando quantidade, tamanho e volume dos instrumentos e insumos que precisam ser esterilizados.

A manutenção adequada da autoclave depende de um equilíbrio entre autoatendimento e atendimento profissional. 

Portanto, você e o pessoal de sua instalação devem planejar a execução de verificações visuais, limpeza diária do filtro de drenagem e limpeza semanal da câmara da autoclave, bem como estar preparados para agendar inspeções regulares e completas por técnicos de serviço autorizados e treinados na fábrica.  

Os técnicos de serviço autorizados farão a manutenção conforme recomendação do fabricante, protegendo assim o seu investimento.

Qualificação operacional

A qualificação operacional fornece prova documentada de que a autoclave pode executar os processos necessários e que seus recursos auxiliares e de segurança funcionam corretamente.

Este documento deverá ser preenchido e assinado pelo profissional responsável pela manutenção da autoclave e também pelo responsável técnico (engenheiro clínico) pelo planejamento de manutenção da unidade.

A documentação de qualificação operacional deverá conter:

  • Qualificação da instalação: é uma documentação fornecida pelo fabricante ou distribuidor, de que o equipamento foi entregue e instalado corretamente, de acordo com as especificações do equipamento.
  • Qualificação de operação: documentação fornecida pelo fabricante ou distribuidor, de que o equipamento, após a qualificação da instalação, opera dentro dos parâmetros esperados.
  • Qualificação de desempenho: documentação mantida pelo estabelecimento em que consta que o equipamento, após as qualificações de instalação e operação, apresenta desempenho consistente por, no mínimo, 3 ciclos sucessivos em capacidade máxima, com parâmetros idênticos.

Como escolher uma autoclave?

autoclave o que e como escolher

Como as  autoclaves  vêm em muitos formatos e tamanhos, desde compactas e portáteis até unidades de parede embutidas e muitas configurações, desde autoclaves de carregamento frontal horizontal a autoclaves de carregamento superior, pode ser desafiador fazer a escolha certa.

A escolha da melhor autoclave depende muito de vários fatores, incluindo mídia de autoclave (o que você está autoclavando), suas necessidades de rendimento (quão grande é a mídia de autoclave e de quanto você precisa para autoclave) e espaço de laboratório disponível, bem como conveniência e preferência pessoal.

Tipo de esterilização

As autoclaves funcionam principalmente por meio de métodos de esterilização por  gravidade ou induzida por vácuo, ou pré-vácuo, embora alguns tipos de autoclaves combinem os dois métodos para esterilizar. 

Para os tipos de meio de esterilização mais comumente usados, incluindo vidrarias, utensílios e itens não porosos, autoclaves a vapor de deslocamento por gravidade são usados, enquanto para itens grandes e não porosos, como cobertores e outros meios, esterilizadores do tipo a vácuo são recomendados. 

Autoclaves gravitacionais são o tipo mais comumente usado no mercado e geralmente são recomendadas para a maioria dos casos.

No entanto, para determinar o melhor tipo de autoclave para o seu meio de esterilização, você precisa e as diferenças entre gravidade (esterilizadores a vapor) e autoclaves a vácuo.

Tamanho da autoclave

Uma das coisas mais importantes a verificar é se a autoclave é grande o suficiente para acomodar os maiores itens que serão autoclavados. 

O tamanho da autoclave é frequentemente medido em litros, no entanto, o tamanho efetivo da câmara é geralmente menor do que o tamanho real da câmara, cuja extensão depende da configuração da câmara e como os racks cabem dentro.

Por isso, a depender do seu uso, você pode optar por uma autoclave pequena, como em casos em que a autoclave para manicure é aquela procurada, ou autoclave para tatuagem ou autoclave para bodypiercing.

Alguns itens autoclaváveis podem ter dimensões incomuns, então você deseja ter certeza de que esses itens cabem na câmara real da autoclave, considerando como a câmara foi projetada e quantos racks cabem na câmara. 

Não só a capacidade da câmara (geralmente medida em litros) é importante, mas deve-se considerar a configuração da câmara da autoclave para determinar se a autoclave atenderá às suas necessidades de tamanho.

Capacidade de processamento

A capacidade de processamento determinará se sua autoclave é adequada para a quantidade de instrumentação de autoclave que deve ser esterilizada diariamente. 

Para determinar o rendimento de uma autoclave, a quantidade de materiais de autoclave que pode ser esterilizada por ciclo (bem como a quantidade de tempo necessária para preparar, carregar e descarregar a mídia) deve ser determinada. 

A melhor autoclave seria aquela cujo volume de produção correspondesse à produção máxima que seu laboratório, clínica ou consultório exigiria por dia.

Autoclave e espaço de bancada

Você deve avaliar o espaço disponível para decidir que tipo de autoclave comprar, pois as autoclaves vêm em muitos formatos e tamanhos, que apresentam, respectivamente, vantagens e desvantagens. 

A melhor autoclave seria aquela que atendesse às suas necessidades de produção e mantivesse sua operação em andamento, sem ocupar mais espaço do que o necessário.

O tipo de autoclave mais comumente encontrado são as autoclaves de carregamento frontal, que são projetadas com a câmara cilíndrica posicionada horizontalmente e aberta para uma porta de abertura frontal. 

Embora pareça conveniente ter a porta da câmara aberta para o usuário, eles são fundamentalmente um desperdício no uso do espaço de autoclave pelas seguintes razões:

  1. Dentro da caixa / fora da câmara – para começar, as câmaras da autoclave são fundamentalmente cilíndricas devido à física, o que requer pressão igual em toda a câmara (os cilindros são comumente usados ​​em autoclaves, pois as bordas redondas são menos sujeitas a quebras de alta pressão os cantos dos recipientes em forma de caixa).
    As autoclaves horizontais são cilindros voltados para os lados, fechados por uma caixa – com esse projeto, os espaços ao redor da parte externa da câmara dentro da caixa são perdidos.
  2. Dentro da câmara – nas autoclaves de carregamento frontal, os itens devem ter uma superfície plana para repousar, que é acomodada por meio de bandejas que deslizam para dentro da câmara.
    Com este sistema, as áreas fora da superfície plana dentro das câmaras cilíndricas são perdidas.
  3. Na bandeja – itens de autoclave, especialmente vidraria, tende a ter formato redondo, incluindo frascos, garrafas, placas de Petri, etc.
    Ao colocar objetos redondos em uma área retangular, as áreas ao longo das bordas também são perdidas, pois apenas objetos redondos entrar em contato com a borda de uma bandeja em um pequeno ponto. O restante é espaço perdido.

Em quais ambientes da saúde as autoclaves são utilizadas?

As autoclaves podem ser usadas em uma variedade de aplicações industriais, estéticas e médicas, como em hospitais, clínicas, laboratórios, salões de beleza e estúdios de tatuagem.

Autoclaves industriais são utilizadas em ambientes de fabricação para processar peças e materiais usando vapor aquecido e pressão. Como, por exemplo, na fabricação de madeiras tratadas sob pressão e borrachas especializadas usadas nos pneus de seu carro. 

As autoclaves também são usadas na pesquisa científica e na indústria farmacêutica – além de esterilizar equipamentos usados ​​em pesquisas de laboratório, a maioria das autoclaves vem equipada com um ciclo de líquido para esterilizar líquidos usados ​​em ambientes de laboratório.

Esterilizadores médicos a vapor são usados ​​em ambientes de saúde e estética, para a esterilização de itens estáveis ​​ao calor e à umidade, como instrumentos cirúrgicos, dispositivos médicos, tesouras, alicates ou agulhas.

Os ciclos usados ​​em esterilizadores médicos a vapor são desenvolvidos e validados de acordo com padrões reconhecidos da indústria.

Autoclave para manicure

A decisão da autoclave para manicure irá depender de quantos profissionais estarão atendendo no dia a dia do salão e serve para esterilizar qualquer instrumento perfurocortante.

Para utilizá-la é preciso ter envelopes de esterilização à disposição, como em qualquer outro tipo de autoclave. 

Um salão com duas profissionais atendendo o dia todo pode ser muito bem atendido por uma autoclave de cinco litros, que pode receber alguns envelopes de esterilização – a depender da quantidade de equipamentos reutilizáveis.

Nela, podem ser colocadas alicates de cutícula, cortadores de unhas, palitos de metal para fazer o contorno da esmaltação e, ainda, aqueles empurradores de cutícula.

Caso sejam utilizados outros equipamentos metálicos, também podem ser utilizados na autoclave para esterilização, como grampos para a modelagem de unhas de gel ou fibra de vidro.

Quais as diferenças entre autoclave e estufa?

A grande diferença entre a autoclave e a estufa de esterilização é a utilização de água no processo.

Enquanto a autoclave emite vapores em alta temperatura, a estufa funciona como um forno e pode ser utilizado para esterilização de objetos que podem corroer com o vapor quente.

A estufa de esterilização é outro método popular que usa tempo e calor seco para matar todas as formas de vida microbiana, incluindo esporos microbianos e vírus. 

A estufa requer manutenção e não corrói, nem enferruja instrumentos e equipamentos. O tempo necessário para esterilizar depende da temperatura da estufa. 

A esterilização por calor seco geralmente leva cerca de uma hora ou mais a 170°C.  Só deve ser usado para itens danificados ou impenetráveis ​​ao calor úmido. 

A única desvantagem da esterilização por calor seco é que ela é relativamente mais lenta do que a autoclavagem por vapor.

Aspectos técnicos e legais

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as autoclaves e estufas devem ser avaliadas a cada uso.

As autoclaves também deverão ser avaliadas por um profissional técnico anualmente, ou com intervalos menores quando recomendado pelo fabricante.

Os documentos de qualificação profissional da autoclave deverá conter informações como:

  • Fabricante;
  • Modelo;
  • Ano de fabricação e aquisição;
  • Dados de qualificação de instalação, operação e desempenho.

Toda a documentação técnica e legal da autoclave deverá ser mantida em local de fácil acesso, tanto para viabilizar um rápido processo de fiscalização quanto para que o profissional responsável pela manutenção tenha acesso às informações do modelo.

Como o autoclave é um processo físico em que as partículas essenciais de um microrganismo são desnaturadas, é essencial poder contar com um equipamento como esse em qualquer ambiente que trabalhe com materiais perfurocortantes. 

Segundo a RDC da Anvisa, de número 15/2012, todo estabelecimento que tenha uma autoclave também deve ter:

  • Toda a documentação a respeito da instalação, de sua evidência toda documentada, da forma que é exigida pelo fabricante ou por seu distribuidor, comprovando que o equipamento foi instalado de acordo com as instruções técnicas;
  • Que o operador responsável pela autoclavagem seja certificado pelo fabricante ou distribuidor do equipamento, e de que a sua operação ocorre nos termos da instrução, de forma a atender suas características e funcionalidades originais;
  • Certificação de desempenho, que atesta que o aparelho funciona da forma que deve por pelo menos três ciclos completos e sucessivos de esterilização.

Quais são os indicadores de monitoramento?

autoclave o que e quais sao indicadores monitoramento

Para comprar uma autoclave de qualidade e com certificação do Inmetro, você deverá procurar fornecedores de equipamentos médicos, hospitalares e laboratoriais de referência, online ou na sua região.

Aqui na Mobiloc, oferecemos os melhores produtos, dos fabricantes mais confiáveis do mundo, com total garantia de entrega e instalação. Além disso, você ainda encontra as melhores condições de pagamento e descontos incríveis para comprar à vista!

Conclusão

Mantenha o seu empreendimento em saúde ou estética sempre limpo e devidamente higienizado, adquirindo a autoclave perfeita para o seu negócio!

As autoclaves são essenciais para o resguardo da segurança de pacientes de clínicas de estética, estúdios de tatuagem e até mesmo no salão de beleza em que você faz suas unhas.

Contar com ela em um estabelecimento que lide diretamente com materiais perfurantes ou materiais cortantes é essencial e garante o seu direito a ter saúde.

Portanto, enquanto consumidor, checar as condições de saúde de um ambiente em que você deseje fazer qualquer coisa como tatuar, colocar piercing ou fazer suas unhas, verifique se há autoclave no ambiente e pergunte como é utilizada!

E, enquanto profissional, utilize sempre o equipamento da forma recomendada pelo fabricante, do qual você recebeu treinamento. Essa é uma forma de assegurar saúde para todos aqueles que confiam no seu trabalho!

Precisando de ajuda para encontrar a melhor autoclave? Fale com os nossos especialistas! É grátis e sem compromisso.

Confira nossos outros artigos:

1 comentário em “Autoclave: O Que é, Tipos, Como Funciona e Onde Comprar”

  1. Gostaria de saber quando foi publicado esse post por gentileza, é para um trabalho do meu curso…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

16 + um =

Rolar para cima